Log In
Register

...o mundo morreu! Full Album Lyrics

Morte Incandescente - ...o mundo morreu! cover art
Band
Album

...o mundo morreu!

(2016)
TypeAlbum (Studio full-length)
GenresBlack Metal
Album rating :  –
Votes :  0
Lyrics > M > Morte Incandescente Lyrics (19) > ...o mundo morreu! Lyrics (4)
Submitted by level 21 록스타 (2017-11-04)
1. Diz nao a vida (4:42)
2. Num cemiterio (3:59)
3. O final de uma era (5:45)
4. Nunca mais ira amanhecer (2:10)
5. Disturbio absoluto (3:45)
6. Ser incredulo (3:00)
7. Nas esquinas da alma (6:27)
Observa ao teu redor
Fui eu que destruí
Tudo em teu nome
Para não mais existir

Será que o percebem?!
Será que mesmo o sentem?!

O mundo nada mais tem a oferecer
Mijo no sentido da vida

Olha dentro de ti
Sente o vazio
Destrói-te
Sê consumido pelo rancor

Oferece-te ao mais divino
Nada mais te resta

És um ato de desespero
Mas antes isso a nada contribuíres

Sente o cheiro da merda
A merda nas esquinas da tua alma

Resolução da tua insignificância
O fim de seres humano
O fim de mais uma fútil entidade

Oferece-te ao mais divino
Nada mais te resta
8. O sol nao nasce mais (2:56)
Bem vindo ao novo mundo
Bem vindo ao fundo do poço
O final da linha
O culminar de uma entidade sem sentido

Tens um novo caminho para seguir
Terás de pagar pela tua fraca existência
Prepara-te para tortura cariciosa
Prepara-te para seres finalmente enrabado

Com que então pensavas
que nada haveria além?!
Bem, isto demonstra
A falta de fé que sempre sentiste

Mil perdões, mas isto é bem real
E não o teres esperado só te foderá mais

Nunca mais verás o sol
Aqui ele não nasce
Mas não te preocupes
O fogo iluminar-te-á
9. Tiro no escuro (3:59)
Dia de cem trovoadas
De mil gritos e choros
Dia de cem almas violadas
De mil tiros no escuro

Desconstruo a ideologia da vida
Esmago a essência da afinidade
Serei o outro lado do espelho
A crosta da tua ferida

A bala que se estende
entre tecidos humanos
A vala comum
onde vossos corpos apodrecerão
O vosso último luar
O vosso último suspiro

Um tiro no escuro, alvo certeiro
Uma vela acesa, uma alma encarnada

Um tiro no escuro, alma perdida
Uma vontade, um desejo
O fim do mundo
10. Diz adeus (4:05)
Estou aqui para te entregar à Morte
Chegaste ao fim da estrada
Vais ter de te aperceber...
...que nada contribuíste

Existe uma razão para a qual vivemos
A preparação para a entrega Divina
O culminar de anos
em prol de chegar ao fim
Todos o sabemos
Mas sempre o tentamos evitar pensar

Sabendo isto,
porque raios nada contribuíste?!
Viveste nas sombras, à espera
Por isso mereces ser punido
E terei todo o prazer em o realizar

O ódio que tenho
Por pessoas como tu é infinito
Vocês são que nem formigas
Não ficarei de mãos cruzadas
Mereces o que mais haja de cruel

Diz adeus
Dá o teu último suspiro
Aprecia-o, pois para onde vais
Nunca o desejarias a alguém
11. O fogo de dentro (2:23)
12. Um rasto de odio (4:59)
Info / Statistics
Artists : 34,232
Reviews : 7,818
Albums : 121,827
Lyrics : 149,298